quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

APENAS TIAGO


APENAS TIAGO : 1/Nov/2009

Eu deambulo pelo mundo
trago em meu sonho o segundo
meu sangue, meu pulsar
cavaleiro a trotear

No silêncio do meu altar
há um terço por rezar
em meu sorriso a esperança,
que de outros sóis a bonança

Em meu corpo forte
nao há lança a perfurar
mas se ao coraçao alcançar
matas a ti, pois em mim
teu ser a habitar

E eu sou apenas
a dualidade de antitese
sem sabedoria do mago
que voo sem penas
eu sou apenas Tiago

Sem comentários:

Enviar um comentário